Não seria eu

Se não fosse a minha bolsa cheia de tranqueira, e a caixinha que eu guardo as credenciais, não fossem os cheesecakes não seria eu. Se não fossem os filmes que eu já vi mil vezes, o monte de revista de adolescente, não tivesse trollagem não seria eu.

Se o fato é eu não sou bem uma sagitariana, é que o ascendente ferra toda a vida, sou meio capricórnio e meio alucicrazy. Você pode até acreditar que eu escrevo bem, mas a verdade é que nada combina com alucicrazy e essa rima eu vou ficar te devendo.

Se não fosse os shows e os perrengues deles. E todos os roteiros das viagens que um dia eu vou fazer. Se não fosse as vezes que eu canto sozinha. E aquela vez em que tocou Patience no carro dele, e as minhas conversas imaginárias, e as caminhadas por toda a Paulista, e as minhas roupas sempre amontoadas, e a timidez e as minhas palhaçadas, e a falta de jeito pra qualquer esporte, as biografias e os personagens, e quando infelizmente me faltou coragem, e as alergias e o overthinking, e a minha cachorra e a família simples, não fosse bizarro antes de dar certo…

…não seria eu.

(Eu apenas amo memes de blogs. Eu seria capaz de fazer um blog só pra postar esses memes. Adoro que neles a gente pode responder as coisas que a gente sempre quis responder mas na verdade ninguém perguntou. Esse meme foi inspirado na música “Capitão Gancho” da gênia da Clarice Falcão, e quem me passou foi a fofa da Nat. Apenas amei fazer 😉 )

Anúncios

Uma opinião sobre “Não seria eu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s