A sad email

“Dearest Baby,

I’m trying to keep a journal on this trip. (…) I think I can enjoy my travels on my own this time, but I did have one revelation:

I was walking through a beautiful Indian garden this morning (Lodi garden! The oldest in the city! It looks like if someone crushed Versailles with a giant Doc Marten) and passed a big green pond with a dozen disorderly swans. All the old people in my party were cooing about the swans but I was focused on this young couple, late teens or early twenties, curled up on a bench talking really animatedly. We spent 40 minutes walking around the garden and when we circled back they were still there, chatting like fiends. And I thought of you, like always, and I felt I could spend four days on a bench with you and it wouldn’t be enough time to hear all the stories you have to tell– I literally want to know everything you have ever seen and what you felt like while you were seeing it. And I will be so much better my whole life for knowing those things.

I love you,
Lena”

—————————————————————————————————————————————

Esse texto aí de cima não é meu, é de uma pessoa que está no meu Top 5 maiores ídolos, a Lena Dunham. Ele na verdade é um email que ela mandou pro namorado, o Jack Antonoff, da banda Fun. A Lena e outras pessoas famosas (mas não muito famosas, não se empolgue; além dela eu só conheço a Kirsten Dunst e as irmãs Rodarte) participam de um projeto da diretora Miranda July chamado “We Think Alone”, em que essas pessoas ilustres abrem sua caixa de entrada para o público. Funciona assim: toda semana tem um tema. O tema desse texto era “a sad email”. Aí toda segunda-feira a Miranda July manda um email pra você reunindo um exemplo do email temático que essas pessoas realmente mandaram/receberam. Deu pra entender? Ficou confuso, mas eu juro que é muito, muito legal. Ainda dá pra se inscrever pra receber também, é só colocar seu email nesse site. Se você achar muito legal também, me avisa que eu encaminho os emails antigos, haha.

Mas eu resolvi postar isso aqui porque achei simplesmente bonito. Ultimamente tenho andado com muita preguiça de declarações de amor e ainda tenho cicatrizes da última vez que senti amor romântico por alguém, o que têm me deixado meio cética pra qualquer coisa que remeta a namorados e fofices e bleh. Daí vem esse texto, que em um só parágrafo consegue me lembrar que o amor não precisa ter cara de depoimento tosco de orkut. Eu sempre achei que uma das formas mais legais de demonstrar afeto por alguém é mandar um “Lembrei de você”. Viu alguma coisa e pensou na pessoa, ouviu alguma música e pensou da pessoa, a gente faz isso o tempo todo, mas quase nunca manda um email pra contar de um jeito que faça o outro se sentir feliz assim, por quase nada. E eu também me identifiquei porque tenho essa mesma ideia da Lena, de sentir que uma pessoa é especial (e, no meu caso, que eu e meu coração já estamos fodidos) quando eu consigo passar horas e madrugadas e dias inteiros conversando com ela e parece que não tem nada mais maravilhoso no mundo do que isso.

Eu só não sei bem por que ela colocou esse texto na categoria de um email triste. Vai ver é porque tava longe do boy, né. Mas eu entendo como meio triste porque, no momento, entendi que esse é exatamente o tipo de declaração que eu faria pra alguém. Mas não tenho nenhum email para o qual eu ficaria muito feliz ao apertar o “enviar”. (essa é a hora em que você poderia soltar um ownnnn, mas segura ele aí, haha! apenas que we accept the love we think we deserve. e eu digo isso no melhor sentido possível ; )

Anúncios

Uma opinião sobre “A sad email

  1. Entendo seu ponto de vista, e gosto de pensar assim também. Essa coisa de amor meloso, daqueles que o pessoal sente extrema necessidade de divulgar no Facebook, acho até meio falso. Sei lá, me parece de um valor muito maior essas pequenas lembranças do dia-a-dia, e dizer pra pessoa que se lembrou dela por causa disso ou aquilo. Acho muito mais válido um carinho surpreendente em um dia aleatório do que um buquê em uma data determinada (mesmo adorando receber buquês em data marcada, rs).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s